Procura

Contactos

 Os nossos e-mails:
 cidadaniaecasamento@gmail.com

 Para organização de debates:
debate@casamentomesmosexo.org

 Para envio de documentos:
documentos@casamentomesmosexo.org

 Contacto de imprensa:
imprensa@casamentomesmosexo.org


 A nossa morada:
 Apartado 50.003, 1701-001 Lisboa
 PORTUGAL

 

Ajude-nos

 Transferência bancária:

 NIB 0010 0000 4379 5060 0013 0

 

Papa condena casamento homossexual e aborto na consagração da Sagrada Família. Jornal Público. PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Domingo, 07 Novembro 2010 21:34

 

Foto de Stefano Rellandini/Reuters

 

O Papa consagrou hoje a Basílica da Sagrada Família em Barcelona, símbolo dos valores tradicionais familiares. Na missa celebrada no templo que Antoni Gaudí começou, Bento XVI condenou o casamento homossexual e o aborto, dois temas polémicas que levaram hoje vários espanhóis às ruas de Barcelona a condenar a Igreja Católica.

 

Quando o papamóvel se dirigia para a Sagrada Família, algumas centenas de pessoas condenaram a posição da Igreja Católica quanto à discriminação dos homossexuais e à união e casamento entre pessoas do mesmo sexo.

 Interior da Basílica da Sagrada Família, Barcelona, Espanha

Perto de 200 gays e lésbicas beijaram-se à passagem do Papa respondendo a uma iniciativa organizada pelo movimento ??Queer Kissing? e divulgada através do Facebook, blogues e outras redes sociais na Internet.
 

Quando o papamóvel se dirigia para a Sagrada Família, algumas centenas de pessoas condenaram a posição da Igreja Católica quanto à discriminação dos homossexuais e à união e casamento entre pessoas do mesmo sexo. Perto de 200 gays e lésbicas beijaram-se à passagem do Papa respondendo a uma iniciativa organizada pelo movimento ??Queer Kissing? e divulgada através do Facebook, blogues e outras redes sociais na Internet.

Espanha é um dos países europeus onde o casamento homossexual é legal e existe a liberalização do aborto. Estima-se que desde a aprovação da lei em 2005 tenham sido celebrados 20 mil casamentos homossexuais.

Na missa que celebrou na Sagrada Família e que começou por proferir em catalão, Bento XVI apelou aos Estados que garantam a ??assistência e protecção? à família como união ??indissolúvel de um homem e de uma mulher?, reafirmando a oposição ao casamento entre pessoas do mesmo sexo. Quanto ao aborto, o Papa insistiu que a Igreja Católica ??se opõe a toda a forma de negação da vida?.

O Papa pediu ainda que ??seja defendida como sagrada e inviolável a vida das crianças após o momento da sua concepção? e que a ??natalidade seja estimulada, valorizada e apoiada por um plano jurídico, social e legislativo?.

O consagrar a Sagrada Família, o monumento mais emblemático de Barcelona, tem como objectivo ??mostrar um Deus de paz, de concórdia e não discórdia?, sublinhando ainda que transformação do monumento em basílica ??é um acontecimento de grande significado?.

O Papa deixou ainda algumas palavras de homenagem a Gaudí, considerando o arquitecto catalão ??genial?, ??capaz de criar um espaço de beleza, fé e esperança?.


 

Ler notícia no contexto original

Actualizado em Quarta, 17 Novembro 2010 13:42