Procura

Contactos

 Os nossos e-mails:
 cidadaniaecasamento@gmail.com

 Para organização de debates:
debate@casamentomesmosexo.org

 Para envio de documentos:
documentos@casamentomesmosexo.org

 Contacto de imprensa:
imprensa@casamentomesmosexo.org


 A nossa morada:
 Apartado 50.003, 1701-001 Lisboa
 PORTUGAL

 

Ajude-nos

 Transferência bancária:

 NIB 0010 0000 4379 5060 0013 0

 

Federação inglesa acusa jogadores de homofobia. Semanário Expresso online PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Administrator   
Terça, 28 Fevereiro 2012 21:43

Três jogadores da Liga inglesa, incluindo Macheda, do Manchester United, são acusados de comentários homofóbicos no Twitter e deverão ser multados nos próximos dias.

Por Mariana Cabral

 

Três jogadores da Liga inglesa foram acusados de homofobia pela Federação Inglesa de Futebol (FA) por terem feito alegados comentários homofóbicos nas suas respetivas contas no Twitter.  
 
O avançado italiano Federico Macheda , emprestado pelo Manchester United ao Queens Park Rangers, o avançado do Newcastle Nile Ranger e o defesa Manny Smith, do Walsall (do terceiro escalão), foram acusados de agir de forma "imprópria" ao fazerem "uma referência à orientação sexual de uma ou várias pessoas".
 
O caso de Macheda é o que tem dado mais que falar em Inglaterra, por ser o jogador mais mediático e porque o avançado apagou o tweet em questão.

Macheda

Macheda foi emprestado ao QPR pelo Manchester United

 Mensagens Twitter

Já depois de se conhecer a acusação da FA, Macheda voltou ao assunto para se desculpar... mas apenas por se ter enganado na palavra: disse que queria escrever "guy" ("gajo") e não "gay".

resposta MAcheda

A justificação de Macheda no Twitter


O processo aos três futebolistas, que têm até amanhã para apresentar a sua defesa, é o segundo que a FA abre no espaço de duas semanas por condutas homofóbicas.

Ravel Morrison, médio do West Ham, foi multado em 7 mil libras (cerca de 8 mil euros) na semana passada por ter feito um comentário homofóbico no Twitter.

Recentemente, a FA apresentou uma campanha para "chutar a homofobia para fora do futebol inglês".

 

 

Ler notícia no contexto original