Procura

Contactos

 Os nossos e-mails:
 cidadaniaecasamento@gmail.com

 Para organização de debates:
debate@casamentomesmosexo.org

 Para envio de documentos:
documentos@casamentomesmosexo.org

 Contacto de imprensa:
imprensa@casamentomesmosexo.org


 A nossa morada:
 Apartado 50.003, 1701-001 Lisboa
 PORTUGAL

 

Ajude-nos

 Transferência bancária:

 NIB 0010 0000 4379 5060 0013 0

 

Casamento gay. Militares de Abril contra - Carta Aberta. Jornal Correio da Manhã. Versão para impressão Enviar por E-mail
Quinta, 11 Fevereiro 2010 18:06

 Militares de Abril estão a subscrever uma carta aberta onde reclamam a possibilidade de os portugueses decidirem sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo, em nome, defendem, da liberdade, da democracia,  e do Estado de Direito conquistados em 1974.

"Foi rejeitada no Parlamento uma Iniciativa Popular de Referendo (.... ). "Vivemos agora uma nova ameaça à Liberdade", começa por referir a carta destes militares de Abril, como se autodenominam."

"No legítimo exercício dos nossos direitos e responsabilidades históricas, reclamamos que ao povo português seja devolvida a soberania para decidir sobre o "casamento entre pessoas do mesmo sexo", conclui o texto que será entregue a todos os órgãos de soberania.

 

Um dos subscritores é o General Garcia Leandro , que ao CM garantiu: "Aceito todos os direitos homossexuais, mas não lhe podemos chamar casamento. O casamento é heterossexual em todas as culturas e o resto é poesia ", disse. Também o General Hugo dos Santos adiantou que vai subscrever este texto. "Quando o dicionário disser que o casamento é entre elementos do mesmo sexo, eu calo-me", sustentou. O CM sabe que o Aurélio Trindade, André Aires de Abreu, Canto e Castro e Victor Alves também assinam esta carta. A proposta de lei que legaliza o casamento gay foi ontem aprovada na especialidade. O documento será hoje sujeito a votação no plenário.

 

Ler artigo no contexto original

Actualizado em Quinta, 11 Fevereiro 2010 20:50