Procura

Contactos

 Os nossos e-mails:
 cidadaniaecasamento@gmail.com

 Para organização de debates:
debate@casamentomesmosexo.org

 Para envio de documentos:
documentos@casamentomesmosexo.org

 Contacto de imprensa:
imprensa@casamentomesmosexo.org


 A nossa morada:
 Apartado 50.003, 1701-001 Lisboa
 PORTUGAL

 

Ajude-nos

 Transferência bancária:

 NIB 0010 0000 4379 5060 0013 0

 

Projecto de Lei 14/XI BE Versão para impressão Enviar por E-mail
Quinta, 15 Outubro 2009 18:15

Projecto de lei n.º 14/XI
ALTERA O C?DIGO CIVIL, PERMITINDO O CASAMENTO ENTRE
PESSOAS DO MESMO SEXO

Exposição de Motivos:

O significado histórico do reconhecimento da igualdade.

A alteração do Código Civil, de modo a alargar o direito ao casamento a todas as pessoas, é uma questão fundamental de democracia, de direitos humanos e de combate ao preconceito e à discriminação. De facto, a reivindicação da igualdade no acesso ao casamento faz parte da história recente no mundo, na Europa e no nosso país e vem na esteira de reivindicações mais antigas, desde os direitos civis para os negros ao reconhecimento da igualdade plena entre os sexos, libertando as mulheres da condição de ??propriedade? dos homens e de um estatuto de inferioridade.

Também na luta contra o preconceito e a segregação racista, a reivindicação da possibilidade do casamento interracial foi uma luta historicamente determinante, num contexto em que o casamento era uma instituição que não permitia a consagração de uniões entre ??negros? e ??brancos? assim acontecia na África do Sul do apartheid ou com as leis de miscigenação que subsistiram até 1967 em mais de uma dezena de estados dos Estados Unidos da América.

As sociedades de hoje sofrem profundas transformações, nomeadamente na esfera das relações entre as pessoas. As componentes pessoais e afectivas são crescentemente valorizadas como base das relações de conjugalidade. Por outro lado, como sabemos, os modelos familiares têm-se diversificado, havendo uma tendência para uma maior autonomia e para o exercício da parentalidade como um exercício de responsabilidade e afecto.

Ler todo o texto